“O que é o amor?”, por Fernando Mauri.

O amor é o começo De uma história sem fim Pois antes mesmo de existir Já era o que é para mim O amor está na história O amor está na realidade O amor está lá fora E também na intimidade Para o amor não há fronteira Para o amor não há distância Para o … Continue lendo “O que é o amor?”, por Fernando Mauri.

Anúncios

Uma bela tentativa de definir o amor por Luís Vaz de Camões:

Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer; É um não querer mais que bem querer; É solitário andar por entre a gente; É nunca contentar-se de contente; É cuidar que se ganha em se perder; É … Continue lendo Uma bela tentativa de definir o amor por Luís Vaz de Camões:

Amor contemporâneo?

Quem não gosta de bater um papo com os amigos? Eu gosto! Sobretudo quando essas conversas produzem reflexões. Numa roda de amigos, certamente você já perguntou ou foi questionado sobre o amor. Posso estar enganado, mas sempre que surge essa pergunta a resposta vem recheada de bons sentimentos, não é? Depois de um longo suspiro … Continue lendo Amor contemporâneo?

O Mito do Andrógino.

O quarto discurso que é apresentado na obra platônica "O Banquete", produzido por Aristófanes, é o mito do Andrógino, também chamado por alguns de mito das almas gêmeas. Ei-lo: "Na verdade, Erixímaco, disse Aristófanes, é de outro modo que tenho a intenção de falar, diferente do teu e do de Pausânias. Com efeito, parece-me os homens absolutamente … Continue lendo O Mito do Andrógino.

Amor na antiguidade e sua associação com a terminologia atual.

É unânime: todas as vezes que se comenta sobre o amor na antiguidade as pessoas recorrem a Platão. Por mais que alguns filósofos pré-socráticos citem o amor em suas cosmologias ou Homero tenha feito suas referências e alusões, ou ainda Safo de Lesbos tenha escrito seus poemas de amor, Platão foi o primeiro a escrever … Continue lendo Amor na antiguidade e sua associação com a terminologia atual.

Breve parêntesis: a importância do fato no contexto.

Ter uma visão geral e ampla de determinado momento histórico pode não ser uma tarefa muito simples, tendo em vista o caráter poliforme e em demasia variado da civilização humana. Há que se notar, por isso, a estabilidade que pode acompanhar um fato que há muito aconteceu, ou que é corrente, pois ao falar, por … Continue lendo Breve parêntesis: a importância do fato no contexto.