Comida.

Bebida é água Comida é pasto. Você tem sede de quê? Você tem fome de quê? A gente não quer só comida, A gente quer comida, diversão e arte. A gente não quer só comida, A gente quer saída para qualquer parte; A gente não quer só comida, A gente quer bebida, diversão, balé. A … Mais Comida.

“O grito do mundo”, por Fernando Mauri.

Diante de tantas culturas e povos As preces sobem na oração Todas juntas ao mesmo tempo formando comunhão Paisagens entre sacrifícios Rituais que levam ao misticismo Harmonia contínua nos movimentos Integração antiga no modernismo A força das massas de ar Na biodiversidade de um bioma O ritmo do momento de se elevar De migrar do … Mais “O grito do mundo”, por Fernando Mauri.

“O guardador de rebanhos”, por Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa.

Sou um guardador de rebanhos. O rebanho é os meus pensamentos E os meus pensamentos são todos sensações. Penso com os olhos e com os ouvidos E com as mãos e os pés E com o nariz e a boca. Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la E comer um fruto é saber-lhe o sentido. … Mais “O guardador de rebanhos”, por Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa.

“Poema dos olhos da amada”, por Vinícius de Moraes.

Ó minha amada Que os olhos teus São cais noturnos Cheios de adeus São docas mansas Trilhando luzes Que brilham longe Longe nos breus… Ó minha amada Que os olhos teus quanto mistério Nos olhos teus Quantos saveiros Quantos navios Quantos naufrágios Nos olhos teus… Ó minha amada Que olhos os teus Se Deus houvera … Mais “Poema dos olhos da amada”, por Vinícius de Moraes.